As Dicas ou Recomendação são para que possa ter lindos pisos por longos .

Após a instalação do piso, durante o processo de acomodação da madeira é importante protegê-lo da incidência do sol e umidade.

A limpeza no piso deverá ser feita apenas com vassoura de pelo macio ou aspirador de pó.

Cuidado com produtos derramados sobre o piso (solventes, tintas, massas de cimento, gorduras, ou manchadores em geral ) que a madeira poderá absorver.

Durante a fase de pintura procure proteger os rodapés com fita para não manchá-los.

O piso deve ser coberto com lona ou papelão ondulado.

Preencher o vão entre as paredes e os rodapés com massa corrida ou gesso. Esta fresta geralmente ocorre pelo desnivelamento da parede.

O ideal na fase de pintura é deixar que a ultima demão de tinta seja aplicada após a aplicação da resina a fim de corrigir qualquer problema.

  

Processo de aplicação de resinas

 

As resinas para proteção do piso de madeira tem a finalidade de protegê-los e embelezá-los. Devem ser resistentes a abrasão, transparentes; para realçar o seu aspecto natural e elásticas; para acompanhar suas movimentações normais.

Uma resina aplicada sobre o piso tem boa durabilidade e resistência ao longo de vários anos. O intervalo entre uma aplicação e outra pode variar dependendo da finalidade de uso, manutenção adequada, intensidade do tráfego de pessoas, incidência de umidade ou insolação que os mesmos venham a ser submetidos ao longo de sua vida útil.

Para a aplicação de qualquer tipo de resina sobre o piso, procedemos com várias etapas de lixas até atingirmos um polimento satisfatório. Durante esta fase, as juntas das tábuas serão limpas e calafetadas com massa apropriada para madeira.

Afim de atingir o polimento ideal deve ser feita uma limpeza rigorosa em todo local, não desprezando os outros cômodos que não terão aplicação. Vale a pena salientar que para um bom desempenho no polimento e na aplicação o local deverá estar completamente liberado para o serviço, o ambiente desimpedido de objetos e outros utensílios. As janelas e portas já instaladas e sem trânsito de pessoas ou outros profissionais no local, iluminação em ordem etc.

É sempre bom lembrar que um bom pintor trabalha na parede, e um bom aplicador trabalha no piso.

Quando partimos para a aplicação devemos observar que por se tratar de resina, a umidade relativa do ar influenciará na secagem do produto.

Nas épocas mais frias do ano ou nas regiões com clima úmido, inicie a aplicação no período mais quente do dia, criando assim, uma condição satisfatória para a secagem do produto.

Mesmo com todos os recursos disponíveis no mercado, é aconselhável a utilização de rolo ou trincha pois, o trabalho com compressores e pistolas de ar comprimido pulverizariam todo o ambiente.

A limpeza para a retirada de resíduos de pó ocorridos durante o processo de polimento é minuciosa. Mesmo assim, ficam suspensas no ar partículas que cairão sobre a área de aplicação.

Fica praticamente impossível não encontrarmos vestígios de pequenas partículas no último filme de aplicação que com o tempo tendem a desaparecer.

Nosso critério de análise é realizado por m² , levando em conta , sempre ,a qualidade para entrega do produto final.

Mesmo depois de seco, deve-se tomar cuidado com o trânsito intenso sobre a área do piso pois ainda estará em processo de cura.

 

Após a aplicação

A resina utilizada na aplicação foi desenvolvida para se pisar e tem uma certa vida útil. Estas recomendações serão importantes para aumentar a durabilidade ao longo dos anos.

A limpeza ideal para pisos de madeira resinada deve ser feita com aspirador de pó ou na falta deste, vassoura de pelos (cerdas naturais) ou um pano macio e seco.

Sujeiras mais persistentes deverão ser removidas com flanela, ligeiramente umedecida em água limpa e sabão neutro de maneira localizada.

Evite alguns produtos para limpeza de assoalhos e tacos à venda nos supermercados que trazem instruções para que dilua uma pequena dose do produto em um balde com água para aplicação em todo piso. A quantidade de água que a madeira absorverá é muito grande e pode provocar reações principalmente se a rotina de limpeza for freqüente.

Nunca limpe um piso resinado com palha de aço, detergentes químicos ou solventes. O uso contínuo desses produtos retirará a camada protetora de resina.

Os fatores de umidade e calor são os principais responsáveis pelos empenamentos e variações nas dimensões das juntas e ressecamento em pisos e produtos de madeira de modo geral. Por isso nunca lave o piso de madeira com água corrente ou pano molhado, nem exponha o piso à insolação direta, utilize cortinas ou persianas como medida de proteção.

Em casos de apartamentos e casas que permanecerão fechadas por muito tempo antes da mudança do morador, proteja as janelas e portas contra insolação excessiva (papel pardo ou jornal colado nos vidros), e mantenha a residência arejada (ventilada) através de alguma janela aberta, longe da área de piso de madeira.

Ex.: janela da cozinha, lavanderia ou banheiro. A ausência de troca de umidade no ambiente pode acarretar uma condição nociva para a durabilidade do piso.

Lembre-se qualquer líquido derramado deverá ser enxugado imediatamente.

Quanto maior o cuidado com a manutenção, maior será a durabilidade do produto, bem como de seu acabamento. Cuidado com vasos de plantas colocados diretamente sobre o piso pois ao regá-los, poderá ocorrer o transbordamento ou infiltrações de água danificando o local.

 

Limpeza e conservação

 

Limpe o piso de madeira apenas com um pano seco, aspirador ou vassoura de pêlo.

A limpeza com pano muito úmido provoca a movimentação da madeira, remove o rejunte das tábuas e causa eventuais encanoamentos.

Nas madeiras mais claras, a umidade do pano pode provocar manchas pretas no rejunte e em pequenas fissuras na camada de verniz. Não use produtos de limpeza com álcool, querosene ou outros solventes, ou que tenham que ser diluídos em um balde com água. Esses líquidos afetam a madeira e o verniz de acabamento.Hoje já existem no mercado produtos próprio para manutenção

Limpadores ex:( limpador W&W,  limpador máster F90,   limpador CLENEAR da BONA.

Dependendo da temperatura e da umidade do ambiente podem surgir aberturas no rejunte das tábuas ou tacos. Esse é um fenômeno natural da madeira que nunca poderá ser eliminado totalmente. Daí a necessidade de se raspar o piso de tempos em tempos.

A necessidade de raspar vai depender da intensidade do uso e da limpeza do piso. Não existe tempo fixo previsto para reaplicar verniz ou refazer os rejuntes. Tudo vai depender de sua conservação e dos cuidados com a limpeza do piso. 






 

 

Fazemos polimento e restauração de Porcelanato Mármores e Granitos:em Sorocaba e toda região e grandre São Paulo e Baixada Santista.


  Site Map